Rua Júlio Azevedo 1560 - Cocó - Fortaleza-Ce

  • (85)98898.4430
  • idiomas

Notícias

03/08/2016
Mercado Imobiliário
MERCADO IMOBILIÁRIO DÁ SINAIS DE MELHORA
 
Com o sinal de possível melhora na economia, construtoras apostam no lançamento de novos imóveis. Finalmente, uma notícia favorável ao setor imobiliário, que passa por um período complicado de recessão nas vendas. Os novos estímulos de crédito concedidos pela Caixa Econômica Federal (CEF), bem como o aumento nos índices de confiança do consumidor, criam boas perspectivas para todos. De acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), de janeiro a maio deste ano, houve melhora significativa no número de imóveis em construção, com alta de 24,7% na comparação anual. Ademais, algumas construtoras atingiram aumento de 72% no número de novos lançamentos de imóveis.

Diante das novas regras de crédito imobiliário que entraram vigor, a expectativa é de um reaquecimento mais rápido desse setor, que teve um desempenho limitado em 2015. Para as famílias, a Caixa Econômica Federal dobrou o limite de financiamento dos imóveis de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões, e aumentou o percentual que pode ser financiado. Às construtoras, destinou R$ 10 bilhões ao reabrir o Plano Empresário da Construção Civil. Para os dois segmentos, a instituição vai liberar R$ 16 bilhões até o fim do ano. Além disso, a Caixa vai reformular sua linha de crédito para compra de material de construção, o Construcard. Serão incrementados recursos, taxas menores e está sendo estudada a possibilidade de que, até mesmo, a mão de obra possa ser financiada pelo empréstimo.

Essas medidas atendem à orientação do governo de liberar crédito para impulsionar a atividade econômica. A aposta é que ainda em 2016 sejam retomados os investimentos, não só para o setor imobiliário como também para o setor de materiais de construção, uma vez que esse possível estímulo ao mercado de imóveis tenha influência nas vendas do varejo.

Como os lançamentos estavam em baixa, a demanda por materiais de construção sofria grande pressão negativa. Hoje, o aumento no número de lançamentos mostra que há previsão por parte das construtoras de que haverá retomada das vendas, que se manteve em baixa por muito tempo. Como ambos os setores estão interligados, se houver difusão de bons resultados em um setor, o outro também poderá, depois de um período muito longo, ter motivos para comemorar. Além disso, como o setor de construção civil tende a responder rapidamente aos estímulos, a previsão é que uma melhora nas vendas de imóveis e de materiais de construção não fique apenas para 2018 e 2019, mas também que os efeitos possam ser sentidos já em 2017.
 
 
 
 
Fonte: Agência IN
Outras Notícias
25
08
STJ RECONHECE VALIDADE DE TAXA DE CORRETAGEM EM COMPRA DE IMÓVEL
[+] saiba mais
05
10
COCÓ É O NOVO CAMPEÃO DE VENDA DE IMÓVEIS
[+] saiba mais
05
10
CAIXA LANÇA SIMULADOR DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS COM AS NOVAS REGRAS DE USO DO FGTS
[+] saiba mais
29
09
CINCO SINAIS DE QUE O IMÓVEL PODE SER UMA FURADA
[+] saiba mais
15
09
MUSEU EM NY MONTA EXPOSIÇÃO DE MICROAPARTAMENTOS, TENDÊNCIA NAS METRÓPOLES
[+] saiba mais
29
09
CARRO TERÁ GARAGEM DENTRO DO APARTAMENTO EM GOIÂNIA
[+] saiba mais
28
08
O Portal do Mauro
[+] saiba mais
28
07
CAIXA DESTINA R$ 3,8 BI DO FGTS PARA IMÓVEIS DE ATÉ R$ 750 MIL
[+] saiba mais
15
08
DONO DE UNIVERSIDADE É O MAIOR DONO DE IMÓVEIS EM SP
[+] saiba mais
14
09
SEGURO QUE COBRE FINANCIAMENTO EM CASO DE MORTE OU ACIDENTE CRESCE 33%
[+] saiba mais
 
Voltar
1

Vender ou comprar?

Estamos a disposição!

entre em contato