(85)98898.4430
mauro@portaldomauro.com.br

Notícias

25/10/2019
Logica invertida - agora os bancos é que corren atrás do mercado imobiliario
Logica invertida - agora os bancos é que corren atrás do mercado imobiliario
 
"Os lançamentos de imóveis cresceram 15,4% no primeiro semestre, comparativamente a igual período de 2018, segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). As vendas aumentaram 12,1%. Definitivamente, a crise é coisa do passado para o setor.

A recuperação do mercado imobiliário e a expectativa de aceleração do crescimento daqui para frente têm criado uma situação inusitada: os bancos começaram a correr atrás das incorporadoras para oferecer empréstimos para a construção de novos empreendimentos, de acordo com o economista-chefe do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Celso Petrucci, que também é presidente da comissão imobiliária da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). "Os bancos têm procurado o incorporador", destacou.

No acumulado de janeiro até agosto, os financiamentos imobiliários com recursos da caderneta de poupança registram alta de 26,4% em relação ao mesmo período do ano passado."

"Os desafios, contudo, não param e o processo de crescimento vem acompanhado de pressão por transformações. Startups, como a QuintoAndar, estão entrando no segmento com maior vigor. Construtoras, como a MRV, desenvolvem projetos com o foco de locação.
Mudança forçada

“O momento é de transformação. A nova economia veio para ficar e isso vai ter impactos no mercado imobiliário”, diz Fernando Gonçalves, presidente da Associação Brasileira do Mercado Imobiliário (ABMI). A entidade se reúne até sexta, em Curitiba, para debater os desafios para o segmento. “Somos um segmento tradicional que vai ter de mudar.”

Uma das alternativas, segundo o dirigente empresarial, é a realização de investimentos em tecnologia, que tornem menos burocráticos os processos de compra e locação de imóveis.

As expectativas para os próximos meses são favoráveis. Um dos fatores que estimula o mercado imobiliário é a queda da Selic. Gonçalves lembra que isto tem um duplo impacto: de um lado, atrai o investidor, que busca alternativas mais rentáveis para aplicar seu dinheiro; de outro torna mais barata a realização do sonho da casa própria.

Outro fator é a retomada da confiança na economia. Segundo a Confederação Nacional da Indústria  (CNI), os consumidores, em setembro, estavam 4,4% mais confiantes do que no mesmo mês de 2018. “Isto é relevante, já que 60% a 65% das vendas são feitas a prazo".
 
 
 
Fonte: Gazeta do Povo
Outras Notícias
25
08
STJ RECONHECE VALIDADE DE TAXA DE CORRETAGEM EM COMPRA DE IMÓVEL
[+] saiba mais
03
08
MERCADO IMOBILIÁRIO DÁ SINAIS DE MELHORA
[+] saiba mais
05
10
COCÓ É O NOVO CAMPEÃO DE VENDA DE IMÓVEIS
[+] saiba mais
05
10
CAIXA LANÇA SIMULADOR DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS COM AS NOVAS REGRAS DE USO DO FGTS
[+] saiba mais
29
09
CINCO SINAIS DE QUE O IMÓVEL PODE SER UMA FURADA
[+] saiba mais
15
09
MUSEU EM NY MONTA EXPOSIÇÃO DE MICROAPARTAMENTOS, TENDÊNCIA NAS METRÓPOLES
[+] saiba mais
29
09
CARRO TERÁ GARAGEM DENTRO DO APARTAMENTO EM GOIÂNIA
[+] saiba mais
28
08
O Portal do Mauro
[+] saiba mais
28
07
CAIXA DESTINA R$ 3,8 BI DO FGTS PARA IMÓVEIS DE ATÉ R$ 750 MIL
[+] saiba mais
15
08
DONO DE UNIVERSIDADE É O MAIOR DONO DE IMÓVEIS EM SP
[+] saiba mais
 
Voltar
icone-whatsapp 1

www.portaldomauro.com.br © 2020. Todos os direitos reservados.

Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias